terça-feira, 8 de abril de 2008

Il fait beau

Dor, sensação incômoda. Pode ser física ou psicológica. Às vezes acompanhada por lágrimas. É uma lástima. Invariavelmente uma ruga na testa aparece, transmitindo aos outros o mal-estar.

Mas descobri uma dor boa, elegante, bonita e corada. A dor de sentir frio. Sim, é uma dor: limita o movimento, ataca as articulações, restringe a respiração. A gente sofre. Os sintomas? Preguicite, fome excessiva, pele ressecada, tremeliques. Durante o inverno, não se passa um dia sem sentir a dor, sem se reclamar do friiio, sem tentar inutilmente se safar com os remédios alternativos: café, chimarrão, abraços queridos...

Tá, mas tudo isso se passa em um cenário lindo, de céu azul limpo, luz solar pálida, folhas e flores colorindo o desbotado; composto por ambulantes encasacados, mais luvas, cachecóis, boleros, ponchos; secos, fumaça na respiração que rapidamente fica ofegante; e as faces rosadas. Que vontade de estar juntinho, passar e receber calor. Proximidade, aconchego, sorrisinhos, estímulos.

Convivendo com o arrepio na pele, o corpo em constante latência acha o fervor da contemplação no banho quente, no cobertor macio, no pulsar do coração; tum-tum, aquece a alma e assim nasce a emoção. Amor.

Tímido, encolhidinho, importuno, nos mantém loucos por sensações, vontades; e os sonhos
...



Vitrola: Deixa o verão

4 comentários:

cláu disse...

conheço essa foto! hehehehh
bjooo

leo_querol disse...

Só de pensar no inverno já me dói as junta ¬¬


Discordo da preguicite Bruna, no verão é que a moleza bate. Dá até pra entender os baianos...

Em julho a gente podia tomar um chimarrão com rapadura ai no recheio dessa foto.

Bruna. disse...

O verão dá moleza, Leo, languidez, derretimento. Tu ficas sem ânimo e ao mesmo tempo aborrecido em ficar estático, cheio de calor e sentindo incômodo em enconstar em tudo. Já preguicite no frio é a vontade de ficar encolhidinho e é boooom que só! ;)

Bruna. disse...

E eu não gosto de rapadura! ^^