sexta-feira, 20 de março de 2009

Da Visão do Dia

Aquele momento, o mais feliz do dia, por ser o mais belo. Enche os olhos, preenche a alma de contentamento. Que sonho o se entregar singelo ao horizonte que se impõe tão terno. Contorce-se o pescoço para que o efêmero não se esvaia. Que seja eterno. O sol bate na água, aquece a pele, encanta a alma, assaz veloz. Seria uma ilusão de ótica? É o sol, as árvores, o rio, as nuvens e o vento. A natureza aprontando, paisagem hipnótica. Leva o pensamento, desfigura o hostil, uma vida colorida por inventos. Um segundo de contemplação e já tenho suficientes gravuras e colagens; da felicidade, as imagens. O resto é vontade.
----------------------------------------------------------------------------------------------------
Vitrola: Albert Hammond

Um comentário:

eliezio disse...

faz um bom (mal) tempo que nao posta.
falta inspiração?
bjs ate mais